Era uma vez...

E como encontraram
Tal qual encontrei
Assim me contaram
Assim vos contei...

31 de outubro de 2010


“A Mulher Selvagem nos abraçará enquanto estivermos chorando. 
Ela é o Self instintivo. 
Ela consegue suportar nossos gritos, nossos uivos,
 nosso desejo de morrer sem morrer. 
Ela sabe aplicar os melhores remédios nos piores lugares. 
Ela ficará sussurrando e murmurando aos nossos ouvidos. 
Ela sentirá dor pela nossa dor. Ela a suportará.
 Não fugirá. Embora haja inúmeras cicatrizes, 
é bom lembrar que, em termos de resistência à tração e à capacidade 
de absorver a pressão, uma cicatriz é mais forte do que a pele.”

Mulheres que Correm com os Lobos, Clarissa Pinkola Estés



wabi sab


Wabi sabi é inseparável da sabedoria budista que ensina:
Todas as coisas são impermanentes
Todas as coisas são imperfeitas
Todas as coisas são incompletas
Daí olhar para elas de um modo wabi sabi é ver:
A beleza que existe naquilo que tem as marcas do tempo.
A beleza do que é humilde e simples.
A beleza de tudo que não é convencional.
A beleza dos materiais que ainda guardam em si a natureza.
A beleza da mudança das estações.
A Arte da Imperfeição é ver a vida com a tranquilidade de quem sabe que a busca da perfeição exaure nossas forças e corrói nossas pequenas alegrias. 
Porque, como disse Thomas Moore, “a perfeição pertence a um mundo imaginário”. 
No nosso mundo, a imperfeição é de verdade, aqui e agora.

21 de outubro de 2010


No passado conter a liberdade sexual da mulher 
era a única forma de preservar com segurança o patrimônio 
dentro da linhagem familiar. 
Como diziam os italianos: filho de minha filha, 
neto meu é, porém filho de meu filho, de quem será?
 A mulher, foi imposto um modelo de comportamento 

que era conveniente aos interesses materiais.
Hoje, as pessoas ainda dão "nomes" chulos as mulheres,

 mantendo-as dentro de um sistema de repressão sexual velada,
 que impede a mulher de ser dona do seu prazer. 
Assim incentivada a ser sexy o tempo todo a mulher se esquece de ser erótica

 se esquece de sentir.
Sutilmente, impelida pelo sistema a ser escrava 

de um padrão que de beleza ridículo e humilhante, 
o corpo feminino continua a ser vendido, continua a não lhe pertencer...
Constantemente pintada e fotografada em nua submissão, 
entregue ao prazer dominante do observador...
O eros que lhe caberia encontra-se perdido em padrões estéticos
Estereótipos da mulher que é bela porque é magra, frágil, muda...
Mulher que quer ter corpo de criança subnutrida...
Que não é dona do próprio gozo...
Mulher que se pensa livre, mas é uma escrava...
Quem são seus carrascos , mulher?

Oh Pachamama, abra nossos olhos!!!


Bocage...



"Razão, de que me serve o teu socorro?
Mandas-me amar, eu ardo, eu amo;

Dizes-me que sossegue, eu penso, eu morro."
[Bocage]

19 de outubro de 2010

Dante


"que poder te conduz ou que razão? 
mas dize-me primeiro,por favor de que Círculo vens, de que região?
Inteiro o abismo percorri da dor, para ser aqui chegado:
 venho impelido pelo sumo amor"
Dante - A Divina Comédia - Purgatório.Canto VII-19-24 

16 de outubro de 2010

Eu luminoso não sou





Eu luminoso não sou.
Nem sei que haja
Um poço mais remoto, e habitado
De cegas criaturas, de histórias e assombros.
Se, no fundo poço, que é o mundo
Secreto e intratável das águas interiores,
Uma roda de céu ondulando se alarga,
Digamos que é o mar: como o rápido canto
Ou apenas o eco, desenha no vazio irrespirável
O movimento de asas. O musgo é um silêncio,
E as cobras-d'água dobram rugas no céu,
Enquanto, devagar, as aves se recolhem.
Saramago
Pintura : Klint - Serpentes d'agua

15 de outubro de 2010


Seremos agora, por fim capazes de pensar por nossa própria conta?
 Poderemos conceber um modelo de desenvolvimento que seja a nossa
 versão da modernidade?
 Projetar uma sociedade que não esteja fundamentada na 
dominação dos outros e que não termine nem nos gelados paraísos
 policiais do Leste nem nas explosões de náusea e ódio 
que interrompem o festim do Oeste?" 
(Octávio Paz, O Labirinto da Solidão)

14 de outubro de 2010


"Limitar a beleza e o valor do corpo a qualquer coisa inferior 
a essa magnificência é forçar o corpo a viver sem seu espírito de direito, 
sem sua forma legítima, seu direito ao regozijo.
 Ser considerada feia ou inaceitável porque a nossa beleza está fora da moda 
atual fere profundamente a alegria natural que pertence à natureza selvagem."
"É claro que a natureza instintiva das mulheres 
valoriza o corpo e o espírito
 muito mais por capacidade de vitalidade, 
sensibilidade e resistência do que por qualquer avaliação da aparência. 
Esse ponto de vista não pretende descartar
 aquilo que seja considerado belo por qualquer segmento da cultura, 
mas, sim, traçar um círculo mais amplo que 
inclua todas as formas de beleza, forma e função. "
( Clarissa Pinkola Estes)
"[...] és tu mesma, a melhor parte de mim, 

o olhar límpido dos meus olhos,

 a parte mais central do centro do meu coração, 

meu alimento, minha riqueza, o alvo de minha mais doce esperança,

 meu único paraíso na terra, e o único lugar que almejo no paraíso."


A comédia dos erros - Shakespeare

"Minha alma é que vos vai falar agora: no mesmo instante
em que vos vi, voou-me do peito o coração, para servir-vos..."


A tempestade - Shakespeare

Pintura : Gustave_Moreau -1896 - XX - Galatea

13 de outubro de 2010


Estou vivo 
e é por isso que o peito se desmancha contemplando, 
o coração é que contempla o mundo e 
absorve matéria do infinito, 
eu contemplando sou uma única e solitária visão, 
no entanto soma-se a mim o indescritível e 
único ser do outro, um contorno poderoso, 
uma outra vastidão de corpos, 
frescor e sofrimento, mergulho no hálito de tudo que contemplo, 
sou eu-teu-corpo ali, lançado às estrelas, 
sou no infinito, sou em tudo por que meu coração-pensamento
 existe em tumulto, espanto, piedade, te sabe, te contempla".



Tu não te moves de ti

 - Hilda Hilst

11 de outubro de 2010


Pergunte ao silêncio de uma floresta, cheia de vidas misteriosas: 
"- O que é esse silêncio?
"Ele te responderá: "- É o Grande Mistério! 
O Silêncio sagrado é a Sua voz, depois da aurora do mundo.
"Se voce lhe perguntar:"- Quais são os frutos do Silêncio?
" ele te responderá:"- O dominio de si mesmo,

 a verdadeira coragem ou a perseverança, a paciência, 

a dignidade e o respeito.
"Aprenda a interrogar o silêncio.

 Ele é a terra interior, o espaço sagrado onde 
se enraíza o teu espírito. "

10 de outubro de 2010










"Mas como podemos concordar 
em permitir [que a mulher] se expresse 
quando todo o nosso modo de viver 
é uma máscara planejada para esconder 
nossos sentimentos íntimos?" 
(Octavio Paz, O labirinto da solidão)

Sagrado Feminino



"A respeito da sexualidade feminina, 
Thomas Laqueur sublinha o que já vem sendo dito por estudiosas feministas: 
é a sexualidade da mulher que está sempre em constituição, ela é a categoria vazia. 
Apenas a mulher parece ter 'gênero', uma categoria definida a partir de uma diferenciação sexual cuja norma sempre tem sido masculina. Nas artes visuais, em especial na história da arte ocidental (principalmente a partir do Renascimento), proliferam representações do 
corpo nu feminino, que manifestam através de olhares para um fictício espectador a 
submissão ao próprio artista e ao proprietário da obra.
Embora o corpo feminino na arte ocidental estivesse em evidência, isso necessariamente não queria dizer que a própria mulher (como um sujeito com vontade própria) e a sua sexualidade também o estivessem. Na verdade, nas representações dos nus femininos, é a sexualidade masculina que está em jogo, tendo muito pouco a ver com a própria sexualidade feminina."

(Sexualidades, artes visuais e poder: pedagogias visuais do feminino - Luciana Gruppelli Loponte -Universidade Federal do Rio Grande do Sul)

Pintura - Edward Manet

8 de outubro de 2010

Nebulosa NGC 1788



Considerar - do latim, considerare era verbo formado por com- ("com") e sidus("constelação").
 Os antigos olhavam para o céu e para as estrelas, em busca de respostas.

5 de outubro de 2010


"Seja o tipo de mulher que, 
quando seus pés tocam o chão a cada manhã,
 o diabo fala:  'Oh, droga, ela acordou”.

Osho

   
  "No pico máximo,
 tudo se torna divino.
 Esse mesmo mundo é o paraíso,
 e esse mesmo corpo o Buda."
                                                                                                                    

4 de outubro de 2010



" Na América há mais pessoas a procurarem 
a paz de espírito
 do que em qualquer parte do mundo.
Na Índia, nunca encontrei ninguém que procurasse
 a paz de espírito.
É preciso tratar da paz do estômago primeiro."
( Osho )


Voy por la montaña

hasta que me abrace el mar

por la Pacha Mama

que nos da la libertad

voy por los caminos

que nos llevan a la verdad
( Tren del cielo)







Homem vem de humus que significa terra fecunda. 
Adão, Adam, em hebraico, "criatura humana feita de terra", 
provém de adamá, que quer dizer Mãe-Terra. 
O ser humano é filho e filha da Mãe-Terra. 
Ele é a Terra em seu momento de consciência, de responsabilidade e de amor. 
Estas palavras, Homo-humus, Adam-adamá, já apontam para a estreita
 relação do ser humano para com a Terra e através da Terra para com todo o universo.
 É nesta conexão que devemos buscar a
 identificação de sua natureza e de sua missão.
(...) que é discernível a partir de uma perspectiva espiritual: 
o ser humano existe para permitir um realização única de Deus.
 Com freqüência temos asseverado que o ser humano 
revela uma abertura para o infinito. 
Essa abertura se ordena a recepcionar o próprio infinito dentro de si.
 É como a taça cristalina.
 Só realiza sua meta quando acolhe uma sede infinita para 
poder se auto-comunicar a Ele e sacá-lo plenamente.
 Mais ainda: Deus sai de si totalmente e se entrega absolutamente
 ao diferente. Deus se fez humano para que o humano se fizesse Deus. 
Quando Deus resolveu sair de si mesmo e ir ao encontro de alguém
 que o acolhesse totalmente, 
surgiu então o ser humano. O ser humano é o reverso de Deus. 
Permitir essa realização divina é a suprema missão do ser humano, 
homem e mulher. Para isso ele foi pensado, 
eternamente amado e colocado na criação.
Importa curvarmo-nos, reverentemente,
 diante desta nossa realidade humana, nossa missão e osso mistério 
que se articula com o Mistério absoluto.
( Leonardo Boff )

SOBRE DIREITOS AUTORAIS

As fotos, figuras, textos, frases visualizadas neste blog, são de autorias diversas. Em alguns casos não foram atribuidos os créditos devidos por ignorância a respeito de sua procedência. Se alguém tiver
alguma objeção ou observação por favor contatar-me.
Namastê























CURRENT MOON