Era uma vez...

E como encontraram
Tal qual encontrei
Assim me contaram
Assim vos contei...

31 de agosto de 2009

- Ingres ( 1780-1867 )

União de Marte e Vênus
Amor é um livro
Sexo é esporte
Sexo é escolha
Amor é sorte
Amor é pensamento, teorema
Amor é novela
Sexo é cinema
Sexo é imaginação, fantasia
Amor é prosa
Sexo é poesia
O amor nos torna patéticos
Sexo é uma selva de epiléticos
Amor é cristão
Sexo é pagão
Amor é latifúndio
Sexo é invasão
Amor é divino
Sexo é animal
Amor é bossa nova
Sexo é carnaval
Amor é para sempre
Sexo também
Sexo é do bom...Amor é do bem...

Saci Pererê


"Diz o mito que ele se desloca dentro de redemoinhos de vento, e para captura-lo é necessário jogar uma peneira sobre ele. Após o feito, deve-se tirar o gorro e prender o saci dentro de uma garrafa. Somente desta forma ele irá obedecer seu “proprietário”.
Mas, de acordo com o mito, o saci não é voltado apenas para brincadeiras. Ele é um importante conhecedor das ervas da floresta, da fabricação de chás e medicamentos feitos com plantas. Ele controla e guarda os segredos e todos estes conhecimentos. Aqueles que penetram nas florestas em busca destas ervas, devem, de acordo com a mitologia, pedir sua autorização. Caso contrário, se transformará em mais uma vítima de suas travessuras. "

30 de agosto de 2009

...foto by Sandra


"Leve como leve pluma
muito leve leve pousa
muito leve leve pousa
na simples e suave coisa
suave coisa nenhuma
suave coisa nenhuma
sombra, silêncio ou espuma
nuvem azul que arrefece
simples e suave coisa
suave coisa nenhuma"

28 de agosto de 2009


Há de surgir
Uma estrela no céu
Cada vez que ocê sorrir
Há de apagar
Uma estrela no céu
Cada vez que ocê chorar
O contrário também
Bem que pode acontecer
De uma estrela brilhar
Quando a lágrima cair
Ou então
De uma estrela cadente se jogar
Só pra ver
A flor do seu sorriso se abrir Hum!
Deus fará
Absurdos
Contanto que a vida
Seja assim Sim
Um altar
Onde a gente celebre
udo o que Ele consentir
Adicionar imagem
"(...) entre nos surgiu alguém, semelhante a nos, mas mais belo e mais sábio que nos. E ele veio na noite, e ele vestia as vestes do Escuro, e asas negras estavam nas costas dele. E os cabelos dele eram como a noite, e estrelas estavam enlaçadas neles, mas mais brilhantes que as estrelas eram os olhos dele. E ele falou conosco, e a fala se assemelhava à nossa, mas era diferente, e as palavras dele eram música, semelhantes a llien tayre omm ellar - canção que voa entre as estrelas; e tudo era compreensível para nos.E ele disse: Eu vim até vocês, pois desejava vê-los.E ele disse: eu não vim para levá-los pelos caminhos batidos; eu lhes apontarei os caminhos, mas vocês escolherão o seu pela própria vontade, e sozinhos seguirão por ele. Se desejarem, eu lhes darei os inícios dos conhecimentos que lhes ajudarão no caminho, mas vocês mesmos chegarão à sabedoria. E quando for assim, vocês serão iguais a mim, e acima de mim, pois vocês são livres e podem mudar os destinos do mundo...E ele nos ensinava muitas coisas, e conversava conosco sobre tudo o que existe no mundo, e sobre tudo que é o corpo do mundo, e sobre a alma dele; e sobre estrelas incontáveis que brilham na escuridão... E ele nos falava sobre a criação do mundo, sobre a Grande Música e sobre os outros mundos que cintilam como pérolas entre as estrelas de Ëa. E ele contava como foram criadas as plantas e os animais, o Povo Mais Velho e os Homens, e ensinava a conversar com os espíritos das florestas, montanhas e águas, com animais e pássaros, ouvir as vozes da terra, das arvores e das ervas, canções das estrelas e canções do vento.Ele apareceu mais de uma vez, e nos o esperávamos, pois tínhamos sede de novos conhecimentos e nos alegrávamos ao descobrir o novo; e também porque o amávamos. Mas ele não nos revelou o nome dele, e nos o chamávamos de Aquele que Amou e de Mestre"

"- Olhem!.. Abrindo as asas imensas, um Dragão voava silenciosamente no céu noturno. As escamas cor de mel e de cobre brilhavam com o ouro opaco no luar; ele dançava, expondo o corpo elegante para a luz mágica, e os homens ouviram o surdo ritmo do feitiço da dança. Eles olhavam, sem desviar os olhos, cedendo aos feitiços da Dança da Lua, e nos corações deles nascia a Música. A noite cantava, e estranhas flores pálidas e cintilantes se abriam, um aroma levemente amargo e triste flutuava no ar, e soava uma melodia baixa de flauta, e nela enlaçavam-se, com brilhos de fogos escuros com tons de ouro vermelho, as notas cálidas das flores de feto. A noite soava com acordes surdos de órgão - cantavam as árvores milenares, e os espíritos das florestas dançavam sem se ocultar dos olhares dos homens, e as canções deles eram indistinguíveis das canções das ervas e flores, e, sobre o veludo roxo e negro do céu de outono, as estrelas traçavam runas estranhas, e em uma dança encantada rodopiava o Dragão... "

(O Livro Negro de Arda)

24 de agosto de 2009



Nas nuvens escurasSeu sonho secreto
Todos querem ser livres
Todos querem ter seus segredos
Todos querem ser livres "













Lince
Ë a medicina do segredo, do conhecimento oculto. Para conexão com mistérios ancestrais, sabedoria oculta, desenvolvimento de poderes psíquicos, sabedoria intuitiva, usar o poder de forma positiva. Usar esta medicina quando se sentir muito preso no chão, é uma medicina forte. Para tornar-se alerta. Para compreender melhor as decepções de outros. Compreender o valor do silêncio pode ser evocado para obter atmosfera de silencio e concentração. Para saber coisas importantes sobre si mesmo. Poderes de clarividência. Segredos interiores.


Nunca, nunca em minha vida...
Tão profunda sensibilidade...
Sensações tão sutis, que parecem brotar da eternidade...
Flutuo em um espaço onde sons e nevoa se misturam...
Onde sinto você vagando e me escondo no bosque das poesias
Por toda a parte a beleza me inspira, me protege.
Quero entender porque você me chama se meu olhar lhe é insuportável...
Meu olhar é fogo, é luar ...
Não se condene por se afastar do meu olhar...
Foi no meu universo que renasceu a fênix ...
Dentro do meu peito dormem todas as princesas...
Na minha porta passam os rios da vida...
Amores-perfeitos nascem no meu jardim...
Em minhas noites estreladas dançam as fadas...
E o milagre da vida diz que a morte sempre traz nova vida...
gi

Vincent Van Gogh

“Tenho uma necessidade terrível de … religião. Então saio à noite e pinto as estrelas”.

21 de agosto de 2009

fadas




Eu queria te dizer algo que fizesse profundo sentido, queria tocar algo que está dormindo e assim satisfazer uma estranha vaidade que se apossou de mim...procuro um ser especial...
Um narciso brotou em mim, me encantei com a poesia e as idéias são borboletas que voam ao meu redor...Me salvam e me mantêm entre os mundos, onde cavalheiros são cegos e as princesas passam as noites perdidas entre vagalumes...


( gi )

18 de agosto de 2009

Meu Jardim

E de repente lá estava ela..., no meu velho pilão!! Linda!
Uma autêntica Casa de Duende!
Logo a convicção de que o meu jardim recebera a visita de seres mágicos naquela madrugada se fortaleceu...
Sim, pois as orquideas também floresceram...



E a maria-sem-vergonha, mas despudorada que nunca cintilava....
Esta orquídea estava morando no tronco da velha jabuticabeira nos últimos 7 anos, sem jamais dar uma única flor...A cerca de dois meses me aborreci e mudei-a de lugar...Separando em várias mudas, replantei em pequenos vasos e coloquei-os na jardim e agora estão todos floridos...Olhinhos de Boneca sorridentes por toda a parte...Fiquei pensando que em alguns momentos as soluções são mais simples do que imagina nossa complexa filosofia!!!
Pois é! Tudo é simples, nada é fácil...




Luiz Melodia...




"Devo de ir fadas
Inseto voa em cego sem direção
Meu bem te vi nada
Ou fada borboleta ou fada canção
As ilusões fartas
Na fada com varinha virei condão
Rabo de pipa olho de vidro
Pra suportar uma costela de Adão ..
Repete
Um toque de sonhar sozinho
Te leva em qualquer direção
De flauta remo ou moinho
De passo a passo, passo..."

12 de agosto de 2009

Destino X Livre Arbítrio


Platão, A República, livro X:X, 617,e:

"Declaração da virgem Láquesis, filha da Necessidade. Almas efêmeras, vai começar outro período portador da morte para a raça humana. Não é um gênio que vos escolherá, mas vós que escolhereis o gênio. O primeiro a quem a sorte couber, seja o primeiro a escolher uma vida a que ficará ligado pela necessidade. A virtude não tem senhor; cada um a terá em maior ou menor grau, conforme a honrar ou a desonrar. Responsabilidade é de quem escolhe. O deus é isento de culpa".X,620, d-e:"Assim que todas as almas escolheram as suas vidas, avançaram, pela ordem da sorte que lhes coubera, para junto de Láquesis. Esta mandava a cada uma o gênio que preferira para guardar a sua vida e fazer cumprir o que escolhera. O gênio conduzia-a primeiro a Cloto, punha-a por baixo da mão dela e do turbilhão do fuso a girar, para ratificar o destino que, depois da tiragem à sorte, escolhera. depois de tocar no fuso, conduzia-a novamente à trama de Átropos, que tornava irreversível o que fora fiado. Desse lugar, sem poder voltar para trás, dirigia-se para o trono da Necessidade, passando para o outro lado."


O texto de Platão acima, sugere que nós próprios pré-determinamos nosso destino..., porém estando dentro da engrenagem, pouca coisa pode ser mudada...e você?

ACREDITA EM LIVRE ARBÍTRIO OU PENSA QUE ESTAMOS PRÉ-DESTINADOS??
DEIXE SEU COMENTÁRIO....

11 de agosto de 2009

Sobre a Paz

A criança aprende com os adultos que há formas de se defender e obter aquilo que deseja. Quando os pais ou professores ensinam que não é necessário tirar dos colegas os brinquedos, mas que é possível pedir para brincar com eles ou chegar a um acordo sobre como dividi-los, eles estão ensinando à criança estratégias sociais que podem substituir condutas agressivas. Se esse tipo de estratégia se mostrar eficaz, gradualmente a criança aprende a negociar e, se o ambiente dela (escola, família, grupo social) valorizar essa atitude, aos poucos, a conduta agressiva passa a ser menos frequente que outras formas de controlar o ambiente.
No entanto podemos verificar pelas estatísticas que a violência apenas aumentou nos últimos anos, dentro e fora da escola. Não apenas entre os alunos, mas também na relação aluno/ professor.
Isso quer dizer que definitivamente os adultos, não estão oferecendo um modelo alternativo para resolução de conflitos. Novos modelos devem ser inseridos, inclusive para que se minimize o fracasso escolar. Visto que se sabe que na criança vítima de violência o desenvolvimento cognitivo fica prejudicado.
Em um artigo a psicanalista, Maria Laurinda Ribeiro de Souza, falando sobre a violência cita uma notícia de um jornal:
"J. P. foi assaltada duas vezes na mesma semana. Ela conta: 'Fazia só uma semana que eu havia sido roubada. Por isso eu não tinha nada, estava só com o boletim de ocorrência do assalto anterior dentro da bolsa. Só que eles não me deixavam explicar.’ Quando viram o boletim, os bandidos ameaçaram matá-la. ‘Escapei, apontando outra vítima para eles." Comentando : Que a violência aterrorize e que diante de uma cena assim todos pareçam dizer: "já que não é comigo não vou me meter", que a solidariedade desapareça por um risco de se expor a própria vida, a isso já nos acostumamos! Mas, que seja necessário, para nos salvarmos, delatar outra vítima é extremamente inquietante. “
Estamos diante de um grande problema, visto que a banalização da violência faz com que não nos mobilizemos para entender e atacar as raízes da violência.
De acordo com Marilena Chauí (2000p. 417); a ideologia é um fenômeno histórico – social decorrente do modo de produção econômico. Quando em uma determinada formação social, uma determinada forma da divisão social estabiliza-se, fixa-se e repete-se, cada indivíduo passa a ter uma atividade determinada e exclusiva, que lhe é atribuída pelo conjunto das relações sociais, pelo estágio das forças produtivas e pela forma de propriedade. Esse estado de coisas, essa aparência passa a ser “natural”.
A naturalização surge sobre a forma de idéias que afirmam que as coisas são como são porque é natural que o sejam produzindo assim a alienação social; ou seja, a sociedade surge como uma força estranha e poderosa que faz com que tudo seja necessariamente como é. A indústria cultural nos bombardeia com imagens carregadas de violência, agressividade e sofrimento, nos levando a acreditar na normalidade de uma sociedade em profunda deterioração. Os meios de comunicação nos conduzem ideologicamente falando para manutenção do próprio sistema, ao mesmo tempo em que nos distrai como já fazia os Romanos: ao povo apenas pão e circo. Com tantas violências visuais, verbais, fica difícil aos educadores educar para a Paz.
“A violência é um artefato da cultura e não o seu artífice”, afirma Jurandir Freire Costa. “É uma particularidade do viver social, um tipo de ‘negociação’, que através de emprego da força ou da agressividade visa encontrar soluções para conflitos que não se deixam resolver pelo diálogo e pela cooperação”.
O Filósofo contemporâneo J. Galtung define a violência como algo evitável, que obstaculiza a auto-realização humana. O autor explica que as consequências da violência podem ser afetiva, somáticas e mentais.
Segundo o jornal Estado de São Paulo (caderno Ciência e Meio Ambiente do dia 09 de fevereiro de 2006), existem experimentos com ratos que mostram como o cérebro reage ao bullying. Cientistas que analisaram ratos grandes intimidarem os menores descobriram que o estresse causa mudanças no cérebro - uma descoberta que pode ajudar as pesquisas sobre depressão e outras doenças mentais.
É comum que as vítimas do comportamento violento ou agressivo vivenciem sentimentos de medo, vergonha, raiva e impotência que rebaixam a auto-estima; e, sendo por um prolongado período de tempo expostas à ação dos seus “espectadores”, é natural que mobilizem cadeias de construções de pensamentos, que estimulam reações como ansiedade, irritação, angústia, tristeza, melancolia, além de pensamentos de vingança e de suicídio. Tudo isso pode resultar em estresse, acompanhado de sintomatologias psicossomáticas como dor de cabeça, tontura, “branco”, sudorese, resfriamento das extremidades, boca seca, náuseas, vômito, dor de barriga, diarréias, tremores, sensações de sufocação, dores no peito, taquicardia, respiração ofegante, nervosismo, agitação, cansaço, insônia, sonolência, pesadelos e outras reações, além de transtornos psicológicos graves que poderão eclodir a qualquer momento da vida sob as mais variadas formas de violência.
É importante ainda salienta que a agressividade, também se encontra no silêncio, “no gelo”, na exclusão, na indiferença, na opressão, na retaliação – física, psicológica e em se tratando do sistema educacional, até nos resultados das avaliações.
Enfim, estamos, na maioria dos casos lidando com a violência basicamente de duas formas :
· Aceitando-a como algo “natural” ou ,
· reagindo a ela de maneira também agressiva, levantando muros de concreto e de desconfiança. Armando-nos de todas as formas, física, psicológica, material, mentalmente, etc., para “enfrentar” um mundo onde competição é mais importante que competência, onde alteridade e fraternidade são valores utópicos. É importante que se diga que não são os conflitos que devem ser eliminados, muito pelo contrário, pois são os conflitos que permitem a inovação, o que se faz necessário é forma com que a sociedade e o próprio indivíduo lida com estes conflitos.



(Gi)

7 de agosto de 2009

Olhe para todos a seu redor e veja o que temos feito de nós.


Não temos amado, acima de todas as coisas. Não temos aceito o que não entendemos porque

não queremos passar por tolos. Temos amontoado coisas, coisas e coisas,mas não temos um ao outro. Não temos nenhuma alegria que já não esteja catalogada. Temos construído catedrais, e ficado do lado de fora, pois as catedrais que nós mesmos construímos, tememos que sejam armadilhas.

Não nos temos entregue a nós mesmos, pois isso seria o começo de uma vida larga e nós a tememos. Temos evitado cair de joelhos diante do primeiro de nós que por amor diga: tens medo. Temos organizado associações e clubes sorridentes onde se serve com ou sem soda. Temos procurado nos salvar, mas sem usar a palavra salvação para não nos envergonharmos de ser inocentes. Não temos usado a palavra amor para não termos de reconhecer sua contextura de ódio, de ciúme e de tantos outros contraditórios. Temos mantido em segredo a nossa morte para tornar nossa vida possível. Muitos de nós fazem arte por não saber como é a outra coisa. Temos disfarçado com falso amor a nossa indiferença, sabendo que nossa indiferença é angústia disfarçada. Temos disfarçado com o pequeno medo o grande medo maior e por isso nunca falamos o que realmente importa. Falar no que realmente importa é considerado uma gafe. Não temos adorado por termos a sensata mesquinhez de nos lembrarmos a tempo dos falsos deuses. Não temos sido puros e ingênuos para não rirmos de nós mesmos e para que no fim do dia possamos dizer "pelo menos não fui tolo"e assim não ficarmos perplexos antes de apagar a luz. Temos sorrido em público do que não sorriríamos quando ficássemos sozinhos. Temos chamado de fraqueza a nossa candura. Temo-nos temido um ao outro, acima de tudo. E a tudo isso consideramos a vitória nossa de cada dia...

Clarice Lispector

6 de agosto de 2009

Dionísio


"(...)Assim, aqueles devotos que, possuídos pelo deus,tornam-se o próprio, representam essa internalização que reconhece a capacidade de ir além de suas condiçõeslimitadoras e não ser menos humano por causa disso.Que a festa continue, pois as Mênades e os Sátiros estão chegando com sua dança envolvente desestabilizando a calmaria - "Para o topo da montanha!".Munidos de suas máscaras, já estão servindo o vinho. Dioniso está sentado em seu trono lhe oferecendo um brinde, retribua sem ressentimentos."

Bruno Dias de Andrade

4 de agosto de 2009

o que Oprah Winfrey tem a dizer sobre os homens:


































Se um homem quer você, nada pode mantê-lo longe.
Se ele não te quer, nada pode fazê-lo ficar.
Pare de dar desculpas (de arranjar justificativas) para um homem e seu comportamento.
Permita que sua intuição (ou espírito) te proteja das mágoas.
Pare de tentar se modificar para uma relação que não tem que acontecer.
Mais devagar é melhor.
Nunca dedique sua vida a um homem antes que você encontre um que realmente te faz feliz.
Se uma relação terminar porque o homem não te tratou como você merecia, 
foda-se, mande-o pro inferno, esqueça-o!", vocês não podem "ser amigos".
Um amigo não destrataria outro amigo.
Não conserte. Se você sente que ele está te enrolando, provavelmente é porque ele está mesmo. 
Não continue (a relação) porque você acha que "ela vai melhorar"
Você vai se chatear daqui um ano por continuar a relação quando as coisas ainda não estiverem melhores.
A única pessoa que você pode controlar em uma relação é você mesma.
Evite homens que têm um monte de filhos, e de um monte de mulheres diferentes.
Ele não casou com elas quando elas ficaram grávidas, então, porque ele te trataria diferente?
Sempre tenha seu próprio círculo de amizade, separadamente do dele.
Coloque limites no modo como um homem te trata. Se algo te irritar, faça um escândalo.
Nunca deixe um homem saber de tudo.
Mais tarde ele usará isso contra você.
Você não pode mudar o comportamento de um homem. A mudança vem de dentro.
Nunca o deixe sentir que ele é mais importante que você...
 mesmo se ele tiver um maior grau de escolaridade ou um emprego melhor.
Não o torne um semi-deus. Ele é um homem, nada além ou aquém disso.
Nunca deixe um homem definir quem você é.
Nunca pegue o homem de alguém emprestado..
Se ele traiu alguém com você, ele te trairá.
Um homem vai te tratar do jeito que você permita que ele te trate.
Todos os homens NÃO são cachorros.
Você não deve ser a única a fazer tudo... compromisso é uma via de mão dupla.
Você precisa de tempo para se cuidar entre as relações.
Não há nada precioso quanto viajar. veja as suas questões antes de um novo relacionamento. 
Você nunca deve olhar para alguém sentindo que a pessoa irá te completar... 
uma relação consiste de dois indivíduos completos.. 
procure alguém que irá te complementar.. não suplementar.
Namorar é bacana. mesmo se ele não for o esperado Sr. Correto.
Faça-o sentir falta de você algumas vezes... quando um homem sempre sabe que você está lá, 
e que você está sempre disponível para ele - ele se acha...
Nunca se mude para a casa da mãe dele. 
Nunca seja cúmplice (co-assine) de um homem.
Não se comprometa completamente com um homem que não te dá tudo o que você precisa. 
Mantenha-o em seu radar, mas conheça outros...
Compartilhe isso com outras mulheres e homens (de modo que eles saibam).
Você fará alguém sorrir, outros repensarem sobre as escolhas, e outras mulheres se prepararem.
O medo de ficar sozinha faz que várias mulheres permaneçam em relações que são abusivas e lesivas:
 Você deve saber que você é a melhor coisa que pode acontecer para alguém e 
se um homem te destrata, é ele que vai perder uma coisa boa.
Se ele ficou atraído por você à primeira vista, saiba que ele não foi o único.
 Todos eles estão te olhando, então você tem várias opções. Faça a escolha certa.
Mulheres, cuidem bem de seus corações...

Sobre lealdade feminina




Manual Prático da Lealdade Feminina
A Lealdade Feminina é um sintoma da mudança da sociedade rumo a um novo modelo social. Alguma mulheres já estão se conectando. As mulheres tem o Dom da Vida e essa essência feminina que nos irmana é a chave para profundas mudanças no modelo social. A Lealdade Feminina é transversal. Não podemos esperar que todas as mulheres pensem como nós. Mas a essência feminina que nos une já existe e é preciso religar essa energia para que ela flua de forma permanente, formando uma rede de Luz...

Os 10 Passos para a Construção da Lealdade Feminina são:

1- FEMINILIDADE - Resgatar o feminino essencial e sagrado... Encontrar a harmonia e o equilíbrio interior, reconhecendo o nosso Feminino ancestral, e eliminar a mulher inventada pelo patriarcado.

2- ADMIRAÇÃO - Admirar e elogiar as outras mulheres, valorizar a Mulher... Não somos mais rivais, somos todas IGUAIS em essência feminina... Somos a imagem no espelho, refletida em todas as outras mulheres.

3- TOLERÂNCIA - Mesmo contraditórias, dissonantes ou discordantes, temos de relevar as nossas diferenças e nos unir... Valorizar essa essência feminina como fator de Igualdade, e nos irmanar.

4- SOLIDARIEDADE - Ser solidárias às outras mulheres, na nossa família, na nossa comunidade, bem como a todas as mulheres do mundo, além fronteiras. Deixar de ser a base de sustentação do machismo patriarcal.

5- INDEPENDÊNCIA EMOCIONAL - Caminhar e evoluir em direção à uma maturidade emocional, superando preconceitos patriarcais e crenças absurdas que foram construídas para nos aprisionar e nos manter submissas ao sistema patriarcal.

6- INDEPENDÊNCIA FINANCEIRA -Não aceitar situações degradantes e humilhantes por dependência financeira. Buscar o seu próprio sustento e tbm a realização profissional, como elemento de base para a auto-valorização e auto-estima.

7- DISCERNIMENTO - Compreender e discernir os mecanismos de manipulação dos relacionamentos. Escolher relacionamentos saudáveis e abrir mão dos recursos excusos das mulheres patriarcais, como chantagens e joguinhos de sedução. Sair dessa programação e ser inteira, yin e yang.

8- DEDICAÇÃO - Dedicar uma parte sagrada do seu tempo em seu próprio desenvolvimento pessoal. Descobrir o Dom de cada uma, e realizar a Missão, que é usar o dom para ajudar a construir um novo modelo social, e ajudar a cuidar da Deusa Gaia...

9- COERÊNCIA - Ter uma atitude coerente no dia-a-dia... Procurar uma sintonia entre o pensamento, o discurso e a ação, e caminhar nessa direção... Buscar a harmonia, e uma conscientização profunda... Ser a mudança que deseja no mundo...

10- NOVAS PRÁTICAS - Apenas uma relação de idéias e textos, iniciativas e modelos de participação social... Buscar com a nossa prática concretizar o desejo de um novo modelo social, conhecendo as diferentes alternativas existentes e ajudando a criar novas maneiras de ser e estar ... e cuidar de Gaia...de Nana Odara.

3 de agosto de 2009

Bênção a Mulher




Para as mulheres, qualquer cura significa a cura do respeito e do amor que elas devem ter por si mesmas, bem como da sua auto-imagem feminina.
Recitar a Bênção a Mulher, todas as noites, é uma boa forma de você iniciar o processo de cura de todos os seus males. Acenda um incenso uma vela e se coloque nua diante de um espelho. Molhe o dedo indicador com uma gota de óleo (de rosas ou de jasmim de preferência), vinho tinto, sangue menstrual, água salgada ou água pura. Toque um por vez, cada um dos seus chakras, dizendo em voz alta o seguinte:
Tocando o chakra da coroa (topo da cabeça), diga:
"Abençoa-me mãe porque sou tua filha "
Tocando o chakra da terceira visão(entre a as sobrancelhas) , diga
"Abençoa a minha visão ,para que eu veja a Ti na minha vida."
Tocando chakra da garganta,diga :
"Abençoa minha voz, para que ela propague o Teu amor por todos
Tocando o chakra do coração(entre os seios)
"Abençoa meu coração , para que ele se abra e se encha de amor por todos."
Tocando o plexo solar (na altura das costelas inferiores), diga:
"Abençoa minha energia vital que vem de Ti."
Tocando o chakra da barriga (abaixo do umbigo), diga:
"Abençoa o meu útero e ovários, para que eu pratique sexo com amor."
Tocando o chakra base (genitais),diga
"Abençoa os meus genitais , portal da vida e da morte."
Tocando a sola dos pés,diga
"Abençoa os meus pés, para que possam trilhar Teu caminho e o meu."
Tocando a palma de ambas as mãos, diga:
"Abençoa as minhas mãos, para que elas façam Teu trabalho , que é o meu trabalho neste mundo."
Tocando novamente o chakra da coroa , diga:
"Abençoa-me, Mãe porque sou tua filha e sou uma parte de Ti."
Essa cura produz milagres e abre o caminho para todas as curas subsequentes.

1 de agosto de 2009

A DANÇA CÓSMICA DAS FEITICEIRAS


"Entre os Mundos CRIAÇÃO Solitária, majestosa, plena em si Mesma, a Deusa, Ela, cujo nome não pode ser dito, flutuava no abismo da escuridão, antes do início de todas as coisas. E quando Ela mirou o espelho curvo do espaço negro, Ela viu com a sua luz o seu reflexo radiante e apaixonou-se por ele. Ela induziu-o a se expandir devido ao seu poder e fez amor consigo mesma e chamou Ela de "Miria, a Magnjica O seu êxtase irrompeu na única canção de tudo que é, foi ou será, e com a canção surgiu o movimento, ondas que jorravam para fora e se transformaram em todas as esferas e círculos dos mundos. A Deusa encheu-se de amor, que crescia, e deu à luz uma chuva de espíritos luminosos que ocuparam os mundos e tornaram-se todos os seres. Mas, naquele grande movimento, Miria foi levada embora, e enquanto Ela saía da Deusa, tornava-se mais masculina. Primeiro, Ela tornou-se o Deus Azul, o bondoso e risonho deus do amor. Então, transformou-se no Verde, coberto de vinhas, enraizado na terra, o espírito de todas as coisas que crescem. Por fim, tornou-se o Deus da Força, o Caçador, cujo rosto é o sol vermelho mas, no entanto, escuro como a morte. Mas o desejo sempre o devolve à Deusa, de modo que ele a Ela circula eternamente, buscando retornar em amor. Tudo começou em amor; tudo busca retornar em amor. O amor é a lei, mestre da sabedoria e o grande revelador dos mistérios. "( STARHAWK)

SOBRE DIREITOS AUTORAIS

As fotos, figuras, textos, frases visualizadas neste blog, são de autorias diversas. Em alguns casos não foram atribuidos os créditos devidos por ignorância a respeito de sua procedência. Se alguém tiver
alguma objeção ou observação por favor contatar-me.
Namastê























CURRENT MOON