Era uma vez...

E como encontraram
Tal qual encontrei
Assim me contaram
Assim vos contei...

10 de outubro de 2010

Sagrado Feminino



"A respeito da sexualidade feminina, 
Thomas Laqueur sublinha o que já vem sendo dito por estudiosas feministas: 
é a sexualidade da mulher que está sempre em constituição, ela é a categoria vazia. 
Apenas a mulher parece ter 'gênero', uma categoria definida a partir de uma diferenciação sexual cuja norma sempre tem sido masculina. Nas artes visuais, em especial na história da arte ocidental (principalmente a partir do Renascimento), proliferam representações do 
corpo nu feminino, que manifestam através de olhares para um fictício espectador a 
submissão ao próprio artista e ao proprietário da obra.
Embora o corpo feminino na arte ocidental estivesse em evidência, isso necessariamente não queria dizer que a própria mulher (como um sujeito com vontade própria) e a sua sexualidade também o estivessem. Na verdade, nas representações dos nus femininos, é a sexualidade masculina que está em jogo, tendo muito pouco a ver com a própria sexualidade feminina."

(Sexualidades, artes visuais e poder: pedagogias visuais do feminino - Luciana Gruppelli Loponte -Universidade Federal do Rio Grande do Sul)

Pintura - Edward Manet

SOBRE DIREITOS AUTORAIS

As fotos, figuras, textos, frases visualizadas neste blog, são de autorias diversas. Em alguns casos não foram atribuidos os créditos devidos por ignorância a respeito de sua procedência. Se alguém tiver
alguma objeção ou observação por favor contatar-me.
Namastê























CURRENT MOON