Era uma vez...

E como encontraram
Tal qual encontrei
Assim me contaram
Assim vos contei...

13 de outubro de 2010


Estou vivo 
e é por isso que o peito se desmancha contemplando, 
o coração é que contempla o mundo e 
absorve matéria do infinito, 
eu contemplando sou uma única e solitária visão, 
no entanto soma-se a mim o indescritível e 
único ser do outro, um contorno poderoso, 
uma outra vastidão de corpos, 
frescor e sofrimento, mergulho no hálito de tudo que contemplo, 
sou eu-teu-corpo ali, lançado às estrelas, 
sou no infinito, sou em tudo por que meu coração-pensamento
 existe em tumulto, espanto, piedade, te sabe, te contempla".



Tu não te moves de ti

 - Hilda Hilst

SOBRE DIREITOS AUTORAIS

As fotos, figuras, textos, frases visualizadas neste blog, são de autorias diversas. Em alguns casos não foram atribuidos os créditos devidos por ignorância a respeito de sua procedência. Se alguém tiver
alguma objeção ou observação por favor contatar-me.
Namastê























CURRENT MOON