Era uma vez...

E como encontraram
Tal qual encontrei
Assim me contaram
Assim vos contei...

1 de setembro de 2009


Ouça as palavras da grande mãe, que, em tempos idos, era
chamada de Ártemis, Dione, Melusina, Afrodite, Ceridwen, Diana,
Arionrhod, Brígida e por muitos outros nomes:
“ Quando necessitar de alguma coisa, uma vez no mês, e é
melhor que seja quando a lua estiver cheira, deverá reunir-se em
algum local secreto e adorar o meu espírito que é a rainha de todos
os sábios. Você estará livre da escravidão e, como um sinal de sua
liberdade, apresentar-se-á nu em seus ritos. Cante, festeje, dance,
faça música e amor, todos em minha presença, pois meu é o êxtase
do espírito e minha também é a alegria sobre a terra. Pois minha lei é
a do amor para todos os seres. Meu é o segredo que abre a porta da
juventude e minha é a taça do vinho da vida, que é o caldeirão de
Ceridwen, que é o gral sagrado da imortalidade. Eu concedo a
sabedoria do espírito eterno e, além da morte, dou a paz e a liberdade
e o reencontro com aqueles que se foram antes. Nem tampouco exijo
algum tipo de sacrifício, pois saiba, eu sou a mãe de todas as coisas e
meu amor é derramado sobre a terra.”
Atente para as palavras da deusa estelar, o pó de cujos pés
abrigam-se o sol, a lua, as estrelas, os anjos, e cujo corpo envolve o
universo:
“ Eu que sou a beleza da terra verde e da lua branca entre as
estrelas e os mistérios da água, invoco seu espírito para que desperte
e venha até a mim. Pois eu sou o espírito da natureza que dá vida ao
universo. De mim todas as coisas vêm e para mim todas devem
retornar. Que a adoração a mim esteja no coração que rejubila, pois,
saiba, todos os atos de amor e prazer são meus rituais. Que haja
beleza e força, poder e compaixão, honra e humildade, júbilo e
reverência, dentro de você. E você que busca conhecer-me, saiba
que a sua procura e ânsia serão em vão, a menos que você conheça
o mistério: pois se aquilo que busca, não se encontrar dentro de você,
nunca o achará fora de si. Saiba, pois, eu estou com você desde o
início dos tempos, e eu sou aquela que é alcançada ao fim do desejo
.”

SOBRE DIREITOS AUTORAIS

As fotos, figuras, textos, frases visualizadas neste blog, são de autorias diversas. Em alguns casos não foram atribuidos os créditos devidos por ignorância a respeito de sua procedência. Se alguém tiver
alguma objeção ou observação por favor contatar-me.
Namastê























CURRENT MOON