Era uma vez...

E como encontraram
Tal qual encontrei
Assim me contaram
Assim vos contei...

22 de agosto de 2011




Ontem eu vi algumas coisas pelos cantos dos olhos...
Eram relâmpagos que açoitavam o céu?
Era a descrença lançando suas frias sementes?
Ontem senti um cheiro de juízo...
Algo que se infiltra, sorrateiro...
Juízo, juízo...pré-juizo..., prejuízo....
Ontem ouvi o canto da coruja...senhora da noite...
Cheia de sabedoria e medo...
E o medo que dela saltou, encheu a noite de sombras...
E o dia nasceu sem Sol...
Era inocência que morria?
Ou só a chuva que caia?
(gi)

SOBRE DIREITOS AUTORAIS

As fotos, figuras, textos, frases visualizadas neste blog, são de autorias diversas. Em alguns casos não foram atribuidos os créditos devidos por ignorância a respeito de sua procedência. Se alguém tiver
alguma objeção ou observação por favor contatar-me.
Namastê























CURRENT MOON