Era uma vez...

E como encontraram
Tal qual encontrei
Assim me contaram
Assim vos contei...

9 de abril de 2010


Tudo me leva a crer que as marcações que nos deram para o desempenho da vida, passam ao lado do caminho por onde os nossos afectos poderiam fluir, conforme o que está escrito no mapa oculto do ser humano. Pressinto que continuamos fora do essencial e que as razões das circunstâncias - que, muitas vezes, são poderosas e reais - só servem para nos afastar dos enigmas que estão à frente das coisas e que nos caberia decifrar. Porque, algumas vezes até parece que a simplicidade emana do andamento da vida e que nos bastaria um pequeno gesto de espírito para passarmos para o lado de lá de tantas incomodidades que nos fazem viver como se tivéssemos calçado dois números abaixo da forma da alma.


António Alçada Baptistain "O Riso de Deus"Fevereiro 1994

SOBRE DIREITOS AUTORAIS

As fotos, figuras, textos, frases visualizadas neste blog, são de autorias diversas. Em alguns casos não foram atribuidos os créditos devidos por ignorância a respeito de sua procedência. Se alguém tiver
alguma objeção ou observação por favor contatar-me.
Namastê























CURRENT MOON