Era uma vez...

E como encontraram
Tal qual encontrei
Assim me contaram
Assim vos contei...

10 de abril de 2014

Innocentia



Na medida que este ser se torna adulto e seu “adestramento” se completa, ele se esquece do maravilhoso milagre de radiante beleza que é, e vive o pesadelo de fazer, ao invés de ser..., de ter ao invés de viver...Sua Criança Interior está soterrada sob os escombros de uma cultura cujo combustível é a insatisfação e a automatização...A triste “realidade” imposta ao Ser humano diz que para ser adulto é preciso deixar de ser inocente...
Inocência: O termo inocência deriva do Latim, innocentia, “inocência; brandura;
mansidão; inteireza de costumes; virtude”, composto pelo prefixo in, “privação; negação”, e nocentia, “maldade; culpabilidade”. Ou seja, quando perdemos a inocência perdemos o nosso direito sagrado de sermos puros – sermos apenas o que nascemos para ser, e de conseqüentemente sermos “bons”..., visto que a bondade está intimamente ligada a felicidade....
Gislaine Carvalho Rodrigues

SOBRE DIREITOS AUTORAIS

As fotos, figuras, textos, frases visualizadas neste blog, são de autorias diversas. Em alguns casos não foram atribuidos os créditos devidos por ignorância a respeito de sua procedência. Se alguém tiver
alguma objeção ou observação por favor contatar-me.
Namastê























CURRENT MOON