Era uma vez...

E como encontraram
Tal qual encontrei
Assim me contaram
Assim vos contei...

6 de janeiro de 2011

?? O que desejas ?? ( Escudo do Leste )



Desejo, inconsciente e sintoma: 

Sintoma deve ser entendido como tudo aquilo que se expressa sob a via do difarce. O sintoma é passível de ser interpretado, na medida em que um desejo inconsciente, por ter sido rejeitado, excluído, só pode se apresentar através da máscara. É neste sentido que Lacan se refere à satisfação paradoxal dos sintomas.
Se, por um lado, o sujeito extrai gozo do sintoma, que encobre um desejo do qual nada quer saber, por outro lado, ele, ao se queixar do sintoma, demanda o reconhecimento de um desejo, o que aponta para a sua existência enquanto ser desejante. O impasse é que preciso a renúncia de uma parcela do gozo, para que o sujeito possa despertar e se colocar na posição de desejante.


E então...? Quais são seus sintomas? Que desejos escondem?

SOBRE DIREITOS AUTORAIS

As fotos, figuras, textos, frases visualizadas neste blog, são de autorias diversas. Em alguns casos não foram atribuidos os créditos devidos por ignorância a respeito de sua procedência. Se alguém tiver
alguma objeção ou observação por favor contatar-me.
Namastê























CURRENT MOON