Era uma vez...

E como encontraram
Tal qual encontrei
Assim me contaram
Assim vos contei...

9 de novembro de 2011


Vá para dentro, desfrute o céu interior.
Lembre-se, o que quer que você possa ver, você não é isso.

Se puder ver pensamentos, então você não é pensamento; 
se puder ver seus sentimentos, então você não é seus sentimentos; 
se puder ver seus sonhos, desejos, memórias, imaginações, projeções, 
então você não é nenhum deles. 
Prossiga eliminando tudo que você possa ver. 
Desse modo, um dia, o momento especial chega, 
o momento mais significante na vida de uma pessoa, 
quando nada resta para ser rejeitado. 
Tudo que foi visto desaparece e somente aquele que vê está ali. 
Este observador é o céu vazio.
Conhecer isso é não ter o que temer, 
e conhecer isso é estar repleto de amor. 
Conhecer isso é ser Deus, é ser imortal.

( Osho )

SOBRE DIREITOS AUTORAIS

As fotos, figuras, textos, frases visualizadas neste blog, são de autorias diversas. Em alguns casos não foram atribuidos os créditos devidos por ignorância a respeito de sua procedência. Se alguém tiver
alguma objeção ou observação por favor contatar-me.
Namastê























CURRENT MOON