Era uma vez...

E como encontraram
Tal qual encontrei
Assim me contaram
Assim vos contei...

11 de maio de 2012

Sem Tempo


É sério, muito sério...
Vivemos com os nossos conflitos e limites e convivemos com as expectativas do coletivo.
Estamos todos cansados...., extremamente cansados. O "tempo não pára" - como disse o poeta, e o futuro é cheio de novidades a nos assoberbar. A demanda de pressões e obrigações é sufocante, não dá tempo de ser feliz por que eu estamos sempre estressados. Não dá tempo de viver nada muito a fundo, por que existe um milhão de outras possibilidades. Vivemos tanto tempo na superfície carregada de estimulos e luzes brilhantes, que o canto da alma nos mete pavor, sentir deve ser rapidamente remediado -- afinal para quê servem os antidepressivos?
Corremos de um lado para o outro feito zumbis teleguiados por um maníaco que nos diz o tempo tôdo o que é saudável, o que é politicamente correto, o que deve e tem que ser feito por zumbizinhos bonitinhos.....pressão, pressão, pressão.-- "A gente está aqui para evoluir"!!!! Ser cada vez melhor!!!! Robozinhos marchando em busca da salvação...Vivendo distante do presente, vivendo para o fim do mundo, vivendo para as férias, vivendo para quando acabar a prestação do carro, para depois do trânsito de saturno, para quando emagrecer, para quando encontrar a alma gêmea, para quando este karma acabar, para quando superar meus bloqueios....para quando...Em busca de.....sem contato com a alma..., desalmados e estressados – moralmente, espiritualmente, emocionalmente, fisicamente..., corremos em direção ao fim dos nossos dias...
(gi)

SOBRE DIREITOS AUTORAIS

As fotos, figuras, textos, frases visualizadas neste blog, são de autorias diversas. Em alguns casos não foram atribuidos os créditos devidos por ignorância a respeito de sua procedência. Se alguém tiver
alguma objeção ou observação por favor contatar-me.
Namastê























CURRENT MOON