Era uma vez...

E como encontraram
Tal qual encontrei
Assim me contaram
Assim vos contei...

15 de junho de 2009


Naquele momento mesmo, vi, mas tu não pudeste ver, que o Cupido voava, completamente armado entre a fria Lua e a Terra. Visou certa formosa vestal,entronizada no Ocidente e soltou tão aguda flecha amorosa de seu arco, como se tivesse querido atravesar cem mil corações; mas pude ver que a inflamda seta do jovem Cupido se extinguia nos úmidos raios da casta lua e passava pela imperial sacerdotisa em virginal meditação , livre e absorta .Entretanto, observei onde caiu o dardo de Cupido : sobre uma florzinha ocidental , branca , ontem , como leite, agora púrpura como a amorosa ferida chamada pela donzelas de Amor-perfeito.Seu suco ,colocado nas palpebras adormecidas, faz com que uma pessoa , homem ou mulher, se apaixone , perdidamente pela primeira criatura viva que vir....

Sonho de uma Noite de Verão - Shakespeare

SOBRE DIREITOS AUTORAIS

As fotos, figuras, textos, frases visualizadas neste blog, são de autorias diversas. Em alguns casos não foram atribuidos os créditos devidos por ignorância a respeito de sua procedência. Se alguém tiver
alguma objeção ou observação por favor contatar-me.
Namastê























CURRENT MOON